05 de Maio de 2019 por Becomex

Saiba quais os 3 principais desafios dos profissionais que trabalham com Transfer Pricing

 

Com base no que temos ouvido do mercado e através dos nossos clientes, destacamos os 3 principais desafios dos profissionais que atuam com a apuração de TP nas empresas.

Será que você se enxerga em algum desses cenários?

 

1 – Domínio da informação

O desconhecimento de todas as alternativas que a legislação de TP apresenta gera insegurança em relação às possibilidades para a geração de um cálculo mais seguro e com o menor ajuste possível.

A apuração através de planilhas manuais ou pela execução da apuração por profissionais não especializados em TP causa o risco de erro e exposição junto ao Fisco Brasileiro, uma vez que não consegue ter 100% de confiabilidade nas informações e a rastreabilidade necessária para comprovação dos cálculos.

 

2 – Cumprir as exigências da Receita Federal

A Receita Federal tem desenvolvido sua estratégia de fiscalização através do cruzamento das informações que são prestadas pelos contribuintes por meio das inúmeras obrigações acessórias, como o projeto SPED, ECDs, ECF, Siscoserv, Siscomex, Reinf, Recof-SPED dentre outros.

Ou seja, o contribuinte deve ter todo o cuidado para gerar informações consistentes e rastreáveis nessas obrigações.

O cálculo de TP exige uma grande quantidade de informações e por esse motivo o desafio é utilizar a mesma base de dados que deu origem para a geração dessas obrigações.

Os requisitos de Conformidade Digital não podem ser negligenciados pela área tributária. Consistência e Rastreabilidade são essenciais.

 

3 – Tornar-se realmente estratégico

O time tributário que quer se diferenciar na estratégia de negócios da empresa pode utilizar o TP como instrumento. Com apurações trimestrais é possível criar ações para a redução do valor do ajuste e, consequentemente, aliviar o caixa da empresa.

A redução do ajuste pode se dar mediante balanceamento de margens, utilização de informações externas e, principalmente, pela interação da área tributária com as demais áreas da empresa (Suprimentos, logística, comércio exterior, produção e controladoria).

Além disso, com a previsibilidade dos ajustes, a matriz e a área financeira terão tempo para adequar as estratégias para a manutenção da competitividade da empresa.

Portanto, somente com conhecimento e tecnologia é possível superar esses desafios. Assim a área fiscal e tributária pode propor ações para o atingimento do objetivo da empresa, tornando-se fundamental para a estratégia do negócio.

 

Quer garantir a segurança no cálculo do transfer pricing? Solicite aqui mais informações.

Becomex

Veja outros posts!