Acordo ganha-ganha entre fornecedor e montadora

Postado por Celso Cardoso em 16/08/2016

A cadeia de fornecimento de uma montadora de veículos obtém vantagens competitivas importantes quando estabelece entre seus agentes uma relação de parceria. Assim, garantem-se ganhos para ambas as partes a partir dos benefícios do Drawback Intermediário

Esta deveria ser uma situação comum, já que a busca por melhores resultados é diária e o desenvolvimento de parcerias é fundamental para que a cadeia de fornecimento seja competitiva. Mas não é o que ocorre. Muitas indústrias e seus fornecedores ainda pensam de uma maneira tradicional (saiba mais no nosso post sobre montadoras).

De um lado, há o receio do fornecedor de montadora em abrir informações sobre os custos dos insumos. De outro, existe a dificuldade da indústria entender que é preciso repartir os ganhos. O argumento ainda hoje é de que manter o contrato já é uma conquista para o parceiro comercial. 

No entanto,  é preciso rever essa relação. Em uma economia tão competitiva, na qual pequenas reduções podem ser essenciais para a viabilidade de um negócio, as empresas que não buscarem parcerias do tipo ganha-ganha irão ficar para trás. No setor automotivo, isso não é diferente. Sem uma relação de parceria, a cadeia de fornecimento de montadora coloca em risco a oportunidade de se beneficiar do Drawback Intermediário, que envolve a importação de mercadoria para a industrialização de produto intermediário que será usado no produto final destinado à exportação. 

Sem parceria entre montadora e fornecedor, nada de benefício

Dentro do valor das exportações realizadas por uma montadora de veículos há muitos impostos embutidos. Estes impostos podem ser “compensados” na reposição do estoque pelo fornecedor de montadora. E é neste momento que ocorrerá o ganho. Compartilho aqui um case da Faurecia sobre regime de Drawback na cadeia de fornecimento. 

Por mais que saibam das vantagens de uma parceria estratégica, muitas empresas ainda mantêm-se resistentes porque temem pelo sigilo das informações que precisam fornecer no processo para obtenção do benefício fiscal. 

Mas só é possível pleitear o incentivo fiscal com as informações das duas empresas envolvidas na transação. Apenas com a análise individual da operação os ganhos não aparecem. Ou seja, é necessário contar com a parceria e a colaboração efetiva das duas partes, pois somente analisando a cadeia de produção é que as oportunidades serão identificados. Por isso, é importante reforçar a ideia de que as barreiras internas precisam ser derrubadas. 

Importante lembrar que a motivação para ajudar a viabilizar um acordo ganha-ganha vem do fato de que existem muitos impostos sobre o produto final nas exportações realizadas por uma montadora de veículos. Isso é reflexo da carga tributária que incide sobre o custo dos insumos dos fornecedores de uma montadora. A única forma de recuperar estes impostos exportados, que acabaram incorporados pela cadeia produtiva, é com o Drawback Intermediário. Assim, desonera-se o ciclo de fornecimento com a isenção de impostos federais como Imposto de Importação (II), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), PIS, COFINS, Taxa de marinha mercante (AFRMM) e redução da base de cálculo do ICMS.

Consultoria especializada para acabar com conflitos e gerar ganhos

As montadoras de veículos podem alegar que o ganho só existe porque realizou a exportação dos produtos. Já os fornecedores podem rebater que se não ocorrer a reposição de estoque o ganho não existirá. Se ficarem presas a argumentos como estes, muito provável que nenhuma das partes obtenha ganho algum. Com todas estas vantagens não era para haver, mas os conflitos entre as duas partes existem e geralmente começam quando uma das partes quer uma fatia maior do bolo. E como já destacado, numa relação ganha-ganha, a fatia de um não precisa ser maior que a do outro. E nada justifica que isso venha ocorrer, nem mesmo a diferença de porte entre as empresas ou a forma como cada uma participa no processo. 

Mas o que tem ajudado efetivamente a quebrar barreiras e a viabilizar este processo relacionado ao Drawback Intermediário é o trabalho de consultorias especializadas que assumem a função de intermediar a relação entre fornecedor e montadora. Consultorias como a Becomex, além da grande experiência com Drawback, tem um papel fundamental nesse tipo de projeto sempre trabalhando com dados de mercado de forma confidencial e preservando o sigilo das informações entre as partes. Somente os resultados são compartilhados.

Conheça nossa gestão em Drawback e como potencializamos os ganhos dos nossos clientes. 

O conhecimento sobre o processo produtivo e o BOM (estrutura dos produtos) é essencial para maximizar os ganhos e só podem ser confiados a um participante “neutro” na relação entre fornecedores e montadora de veículos – neste caso, a Becomex. Com forte trabalho na gestão das exportações para garantir que não ocorram perdas, a Becomex também auxilia na gestão e utilização do Ato Concessório para que os ganhos previstos sejam obtidos. Resultados e indicadores de desempenho são atualizados mensalmente e caso seja necessário são realizados ajustes no Ato Concessório. Os aditivos podem ocorrer durante o tempo para utilização do ato que é de dois anos.

Elos fortalecidos

Quando falamos de parceria, não adianta um elo ir bem e outro quebrar a corrente, parando toda a cadeia produtiva. As empresas devem realizar uma análise de viabilidade para que o projeto traga ótimos resultados para ambos. Para isso, é preciso contar com uma visão positiva sobre estabelecer laços, e também com conhecimento sobre os regimes tributários que incentivam as exportações.

É neste cenário que ambos têm a oportunidade de ganhos extras. Para ninguém ficar para trás, fornecedores devem reduzir a desconfiança, e as empresas exportadoras devem adotar uma postura mais parceira (e não querer dar em troca apenas a manutenção do contrato). Por outro lado, sempre haverá aquelas empresas que aguardam com grande interesse uma proposta que envolva ganhos extras e não se importam em repartir o que será gerado como lucro. Em qual perfil sua empresa se encaixa?

É fornecedor do setor automotivo? Entre em contato com a Becomex e saiba como podemos ajudá-lo a conseguir os benefícios do Drawback Intermediário.