10 de fevereiro de 2015 por Becomex

Brasil exportou US$ 3,678 bilhões na primeira semana de fevereiro

A balança comercial da primeira semana de fevereiro (1º a 8) teve exportações de US$ 3,678 bilhões (média diária de US$ 735,6 milhões) e importações de US$ 3,703 bilhões (média diária de US$ 740,6 milhões), resultando em um saldo comercial deficitário de US$ 25 milhões – média diária negativa de US$ 5 milhões. No período, a corrente de comércio – soma das duas operações – chegou a US$ 7,381 bilhões (média diária de US$ 1,476 bilhão).

Nas exportações, comparando o resultado médio da primeira semana de fevereiro com o do mês de fevereiro de 2014 (US$ 796,7 milhões), houve retração de 7,7%. A queda foi motivada pela diminuição das vendas externas de produtos básicos (-9%), por conta, principalmente, de soja em grão, farelo de soja, carne bovina e suína, e minério de ferro. Também caíram os embarques de produtos manufaturados (-7,6%), por conta de óleos combustíveis, polímeros plásticos, máquinas para terraplanagem, motores e geradores, motores para veículos, autopeças, e automóveis. Por outro lado, cresceram as vendas de semimanufaturados (0,6%), com aumentos de óleo de soja em bruto, catodos de cobre, ouro em forma semimanufaturada, alumínio em bruto e ferro fundido.

Em relação a janeiro deste ano (US$ 652,6 milhões), a média diária da exportações da primeira semana de fevereiro cresceram 12,7% por causa do aumento nas vendas de produtos manufaturados (18,8%) e básicos (17,1%), enquanto decresceram as de semimanufaturados (-7,9%).

Nas importações, a média diária da primeira semana deste mês ficou 18% abaixo da média registrada em fevereiro do ano passado (US$ 903,1 milhões). Nesse comparativo, reduziram-se os gastos, principalmente, com combustíveis e lubrificantes (-40,8%), borracha e obras (-26,2%), veículos automóveis e partes (-20%), equipamentos mecânicos (-19,3%), e químicos orgânicos e inorgânicos (-18,3%).

Na comparação com janeiro último (US$ 803,7 milhões), as importações registraram queda de 7,9%, com diminuição nas aquisições de produtos siderúrgicos (-24,9%), adubos e fertilizantes (-23,1%), borracha e obras (-14,5%), químicos orgânicos e inorgânicos (-14,4%), e equipamentos mecânicos (-12,2%).

Ano

De janeiro à primeira semana de fevereiro deste ano (26 dias úteis), as vendas ao exterior somaram US$ 17,382 bilhões (média diária de US$ 668,5 milhões). Na comparação com a média diária do período equivalente de 2014 (US$ 714,2 milhões), as exportações retrocedem em 6,4%. As importações foram de US$ 20,581 bilhões, com média diária de US$ 791,6 milhões. Este valor está 14,7% abaixo da média registrada no período correspondente de 2014 (US$ 928 milhões).

No acumulado do ano, o saldo da balança comercial está deficitário em US$ 3,199 bilhões, com resultado médio diário negativo de US$ 123 milhões. No período equivalente de 2014, o saldo era negativo em US$ 5,771 bilhões, com média diária de US$ 213,7 milhões. A corrente de comércio soma, em 2015, US$ 37,963 bilhões, com desempenho diário de US$ 1,460 bilhão. O valor é 11,1% menor que a média aferida no período correspondente do ano passado (US$ 1,642 bilhão).

Fonte: MDIC

Becomex

Veja outros posts!