<span>Gestão de</span> NCM

A NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul) funciona como um RG do produto. Trata-se de um código de oito dígitos que identifica a natureza das mercadorias e promove o desenvolvimento do comércio internacional, além de facilitar a coleta e a análise das estatísticas do comércio exterior.

A NCM indica as alíquotas de impostos a serem pagas, identifica o tratamento administrativo de cada produto (necessidade de controle de órgãos anuentes como Anvisa, Inmetro e Ministério da Agricultura) e também serve para controle estatístico das importações.

Gestão de NCM

Como funciona

Uma pesquisa amostral com um grupo selecionado de empresas identificou mais de R$ 3 milhões em multas aduaneiras no período de um ano devido a problemas das empresas com classificações fiscais.

Para evitar esse cenário, buscamos a oportunidade na correta classificação da NCM, não somente para atender à legislação, mas para realizar uma gestão estratégica para nossos clientes.

Na nossa atuação na Gestão de NCM, executamos uma Ordenação Tarifária para buscar ao máximo a redução de custos e maior compliance, por meio da nossa metodologia única de criação de Grupos Tarifários.

Na nossa metodologia, a Gestão de NCM atua nas características técnicas de cada item analisado (composição, aplicação, função e forma) a partir do conhecimento da equipe qualificada para realizar a classificação de partes e peças e da descrição da mercadoria e padronização da classificação fiscal.

O processo de ordenação tarifária permite um diagnóstico do cenário, com análise de riscos e organização de todos os itens num sistema automatizado de NCM.

A partir dessa base, é possível monitorar qualquer nova entrada de produto. O processo é harmonizado em todas as suas fases – seleção, identificação, padronização, agrupamento, revisão, catálogo, mapeamento, além da possibilidade de implementação e monitoramento.

Na nossa visão, é possível facilitar a gestão de NCMs, transformando os milhares de itens em centenas de grupos tarifários. Assim, o resultado garante a NCM correta dos produtos, com clientes e fornecedores utilizando regras compatíveis e adequadas de classificação.

Gestão de NCM

Resultados

Somos especialistas nesse tema para oferecer aos clientes soluções que evitam o pagamento de impostos desnecessários e desperdícios.

As obrigações fiscais têm validação na ECF e também no Bloco K. Além disso, a classificação incorreta gera autuações da Receita Federal, multas por descrição, enquadramento inadequado, retenção de carga, atraso de entrega da mercadoria, exposição fiscal e perda de benefícios fiscais.

Os custos de uma peça importada podem aumentar os custos diretos da empresa em 14%, caso seja utilizada uma NCM genérica. A falta de conhecimento no tema faz com que as empresas paguem muito mais impostos do que o necessário.

Nossos projetos já superam R$ 5 milhões em redução de custos na importação de materiais diretos dos nossos clientes.

Identificar oportunidades de economia
Identificar oportunidades de economia
Reduzir exposição fiscal
Reduzir exposição fiscal
Potencializar os Benefícios Fiscais
Potencializar os Benefícios Fiscais
Otimizar as Classificações Fiscais
Otimizar as Classificações Fiscais
Redução de alíquota: registre no Siscoserv para utilizar benefício
18/11/2019 Leia mais >

Com o decreto 6761/09, o governo passou a incentivar o comércio exterior possibilitando, como benefício fiscal, a redução de alíquota a zero do Imposto de Renda referente à promoção de bens, serviços e do Brasil no exterior.
O mecanismo de apoio que garante a redução da alíquota está disponível para serviços como: frete internacional,…

Conheça 3 importantes alterações no PIS e na COFINS com a IN 1911/2019
22/10/2019 Leia mais >

No dia 15 de outubro foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) a Instrução Normativa (IN) nº 1.911/2019 (IN 1.911/19), com vigência imediata e produzindo efeitos a partir da sua publicação, regulamentando a cobrança, fiscalização, a arrecadação, tratamentos tributários diferenciados e administração do PIS,…

Nova obrigatoriedade no uso do Certificado de Origem Digital
10/10/2019 Leia mais >

Brasil avança no cronograma de integração digital da ALADI
 
No último dia 3 de outubro foi publicada a portaria SECEX nº 36, que adicionou ao art. 242-C da Portaria SECEX nº 23, de 14 de julho de 2011 a obrigatoriedade de utilização do Certificado de Origem Digital nas exportações para o Uruguai,…

ICMS: é justo pagar imposto sobre imposto?
03/10/2019 Leia mais >

Em março de 2017, o Supremo Tribunal Federal concluiu que não. Na decisão, referente ao RE nº 574.706/PR, o STF entendeu que os valores de ICMS teriam que ser excluídos da Base de Cálculo das Contribuições para o PIS e a COFINS….

EX-TARIFÁRIOS: fique atento às alterações recentes!
02/09/2019 Leia mais >

Na última semana foi publicada a Portaria ME n° 324, que regulamenta os arts. 13, 14 e 15 da Portaria ME nº 309/2019, estabelecendo critérios para análise técnica dos processos de concessão de Ex-tarifários para Bens de Capital (BK) e Bens de Informática e Telecomunicações (BIT)….

REINTEGRA: Becomex atinge 100% de aprovação nos pedidos
23/07/2019 Leia mais >

Reintegra é um programa de incentivo a exportação, com o objetivo de reaver parte do valor do custo tributário na cadeia produtiva. O valor do crédito do Reintegra pode ser devolvido em espécie, ou usado para compensar impostos administrados pela Receita Federal….