<span>Gestão de</span> NCM

A NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul) funciona como um RG do produto. Trata-se de um código de oito dígitos que identifica a natureza das mercadorias e promove o desenvolvimento do comércio internacional, além de facilitar a coleta e a análise das estatísticas do comércio exterior.

A NCM indica as alíquotas de impostos a serem pagas, identifica o tratamento administrativo de cada produto (necessidade de controle de órgãos anuentes como Anvisa, Inmetro e Ministério da Agricultura) e também serve para controle estatístico das importações.

Gestão de NCM

Como funciona

Uma pesquisa amostral com um grupo selecionado de empresas identificou mais de R$ 3 milhões em multas aduaneiras no período de um ano devido a problemas das empresas com classificações fiscais.

Para evitar esse cenário, buscamos a oportunidade na correta classificação da NCM, não somente para atender à legislação, mas para realizar uma gestão estratégica para nossos clientes.

Na nossa atuação na Gestão de NCM, executamos uma Ordenação Tarifária para buscar ao máximo a redução de custos e maior compliance, por meio da nossa metodologia única de criação de Grupos Tarifários.

Na nossa metodologia, a Gestão de NCM atua nas características técnicas de cada item analisado (composição, aplicação, função e forma) a partir do conhecimento da equipe qualificada para realizar a classificação de partes e peças e da descrição da mercadoria e padronização da classificação fiscal.

O processo de ordenação tarifária permite um diagnóstico do cenário, com análise de riscos e organização de todos os itens num sistema automatizado de NCM.

A partir dessa base, é possível monitorar qualquer nova entrada de produto. O processo é harmonizado em todas as suas fases – seleção, identificação, padronização, agrupamento, revisão, catálogo, mapeamento, além da possibilidade de implementação e monitoramento.

Na nossa visão, é possível facilitar a gestão de NCMs, transformando os milhares de itens em centenas de grupos tarifários. Assim, o resultado garante a NCM correta dos produtos, com clientes e fornecedores utilizando regras compatíveis e adequadas de classificação.

Gestão de NCM

Resultados

Somos especialistas nesse tema para oferecer aos clientes soluções que evitam o pagamento de impostos desnecessários e desperdícios.

As obrigações fiscais têm validação na ECF e também no Bloco K. Além disso, a classificação incorreta gera autuações da Receita Federal, multas por descrição, enquadramento inadequado, retenção de carga, atraso de entrega da mercadoria, exposição fiscal e perda de benefícios fiscais.

Os custos de uma peça importada podem aumentar os custos diretos da empresa em 14%, caso seja utilizada uma NCM genérica. A falta de conhecimento no tema faz com que as empresas paguem muito mais impostos do que o necessário.

Nossos projetos já superam R$ 5 milhões em redução de custos na importação de materiais diretos dos nossos clientes.

Identificar oportunidades de economia
Identificar oportunidades de economia
Reduzir exposição fiscal
Reduzir exposição fiscal
Potencializar os Benefícios Fiscais
Potencializar os Benefícios Fiscais
Otimizar as Classificações Fiscais
Otimizar as Classificações Fiscais
Novas medidas para RECOF e RECOF-SPED: saiba mais sobre IN recente
18/06/2020 Leia mais >

Com os impactos econômicos causados pela Covid-19, o governo vem estabelecendo mudanças para reduzir os danos para as empresas. Chegou a vez das novas medidas para RECOF e RECOF-SPED.
A Receita Federal publicou a Instrução Normativa RFB Nº 1960, de 16 de junho de 2020  relacionada aos beneficiários do Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (Recof) e do Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado do Sistema Público de Escrituração Digital (Recof-Sped)….

Reintegra no cenário de crise: uma possibilidade de ganhos!
10/06/2020 Leia mais >

Estamos em um momento delicado, vivendo uma pandemia que está mudando o mundo. Hoje, vamos falar sobre o Reintegra neste cenário.
As empresas estão se reinventando e se buscando formas de manter os colaboradores em segurança. Ao mesmo tempo, a saúde financeira das organizações é uma grande preocupação….

DRAWBACK: Siscomex permite vincular os atos concessórios às exportações
07/05/2020 Leia mais >

Foi confirmada na notícia Siscomex-Exportação n° 023/2020 a data de liberação dos ajustes no processo de protocolo dos atos concessórios intermediários de Drawback, que irá permitir vincular os atos concessórios às exportações (DU-E): dia 17 de maio de 2020.
Processo atual Siscomex:
No processo atual de protocolo de atos concessório de Drawback Isenção Intermediário no Siscomex é necessário vincular as notas fiscais de venda dos fornecedores intermediários nas DU-E’s das empresas exportadoras,…

Prorrogação Drawback: atos concessórios de suspensão foram adiados
04/05/2020 Leia mais >

Diante da pandemia, o governo tem alterado e prorrogado prazos tributários na intenção de manter a estabilidade das empresas e garantir fluxo de caixa. A medida provisória Prorrogação Drawback foi publicada no diário oficial da União permitindo a prorrogação em caráter excepcional por mais um ano dos atos concessórios de suspensão que tenham sido prorrogados por um ano pela autoridade fiscal (SUEXT) e tenham termo em 2020….

Taxa Siscomex: STF aponta que aumento é inconstitucional
22/04/2020 Leia mais >

O Supremo Tribunal Federal confirmou, na última semana, em repercussão geral, a inconstitucionalidade da majoração da Taxa Siscomex. A discussão em si não é nova, mas esse julgamento traz uma atualização importante a favor dos importadores, especialmente no aspecto da segurança jurídica dos pedidos de restituição ou compensação….

Como lidar com o Siscoserv no cenário de crise?
14/04/2020 Leia mais >

Algumas obrigações tiveram os prazos de entrega postergados, mas não é o caso do Siscoserv até o momento. Esta é uma obrigação que tem como base o início da contratação/prestação do serviço e que possivelmente ocorreu antes da pandemia.
Diante desta situação atípica,…